Arquivos

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis




Pontuando a Cultura
 


Roda de carimbó do Iaça anima a comunidade

várias apresentações culturais foram feitas na sede da associação

A "Roda de Carimbó" da Associação Grupo de Cultura regional Iaça, aconteceu no ,dia 2 de dezembro e no bairro da Pedreira aonde fica o Ponto de Cultura. De  15h até  meia -noite uma série de apresentaçoes culturais puderam ser vistas pelo público que compareceu à sede da associação.Segundo Déia ,coordenadora geral da entidade que tem 10 anos de fundação, esse evento é realizado no primeiro domingo de cada mês  do ano para divulgar as atividades desenvolvidas pela associação.

A Roda de Carimbó do Iaça iniciou  com a  projeção de vídeos com resultado de pesquisas realizadas no interior paraense.Um dos videos mostrou o evento de carimbó que aconteceu há pouco tempo no município de Marapanin.E outro vídeo  com apresentações na cidade de Belo Horizonte,em Mina Gerais.Em seguida as crianças que integram o  projeto

Curumin dançaram ao ritmo do carimbó e da toada de boi. Outros frequentadores do Ponto de Cultura Iaça apresentam xote e bolero,entre as inúmeras danças de salão. Conforme Déia Palheta, esse é outro projeto desenvolvido pelo Ponto. Ao final houve exibição musical de convidados do evento,como o grupo de carimbó da capital paraense" Moara" ,"Sabor Marajoara"," Parapuru", e " Os Curupiras".

 



Escrito por Consultoria Norte às 23h36
[] [envie esta mensagem
] []





Forum Nacional dos Pontos de Cultura

Sistematização da Reunião dos Pontos de Cultura da Região Norte 08-11-2007

DIAGNÓSTICO

A região Norte é a menos articulada internamente.É preciso firmar sua identidade frente às demais regiões para participar das discussões no mesmo patamar. Hoje é reconhecedor que,estamos enfraquecidos! No entanto, o fator da imensidão amazônica  ,que gera grandes dificuldades de transporte e comunicação ajuda nesse enfraquecimento.Muitos dos Pontos Culturais estão na fronteira sem praticamente nunhum acesso à políticas públicas nas mais diversas áreas,contribui para esse enfraquecimento.

Embora exista uma aparente organização  em agumas regiões, no Sudeste por exemplo, existe uma desorganização geral que vem da base. A tarefa do movimento social-cultural expresso pelos Pontos de Cultura é inédita e de difícil articulação, ou seja, a autonomia e o protagonismo das diversas identidades do Povo brasileiro.

A representação do Ministério da Cultura na região Norte está enfraquecida, com pequena estrutura frente à tarefa de atender ás demandas dos Pontos da região.

TEIA

A avaliação da TEIA 2006  apontou para a necessidade de maior envolvimento dos Pontos de Cultura na construção da TEIA 2007,o que não aconteceu! Uma empresa não consegue fazer tudo sozinha e a consequente falat de organização de evento prejudicou a ação dos vários Pontos de Cultura, como por exemplo :o cancelamento de várias apresentações da Mostra de Arte Viva, além da participação oficial de grupos não conveniados que vieram patrocinados pela TEIA,o que está fora dos critérios.

Em outras regiões a questão da falta de internet nos Pontos não é tão impeditiva para a comunicação e articulação quanto para a REgiõa Norte, e pode ser enfrentada por pequenos deslocamentos até uma cidade maior. Em nossa REgiõa essa possibilidade é impensável,enormes distâncias e transporte ,principalmente fluvial dificultam ao expremo os encontros presenciais. o alto custo do transporte aéreo impede sua utilização.

A questão da desarticulação não está apenas na falta de emioos de comunicação.mas também na motivação e mobilização dos Pontos envolvidos.

Apesar do contrato firmado poelo MiniCom de, através do GESAC, implantar uma antena em cada Ponto de Cultura até o final deste ano, essa realidade está longe de ser cumprinda e, o não cumprimento desse contrato prejudicou principalmente os Pontos de Cultura da Região Norte.

Falta infra-strutura, capacidade operacional e suporte técnico aos Pontos para desenvolver e sustentar as ações:são grandes as dificuldades na prestação de contas e os impasses da sustentabilidade financeira. Atraso nos repasses e entraves localizados  de parcerias com setores públicos e outras Ongs aumentam aquelas dificuldades como a questão do PC de Roraima que enfrenta sérios problemas ao trabalhar com a Prefeitura de Boa Vista.

Assinam

OS SEGUINTES PONTOS DE CULTURA

Pé na Taba

Teatro Barracão

Inter-Art-Ação

Fundação Tocaia

Arte Macuxi

Cultura Ribeirinha de Santarém

Culturas Populares- Boi Bumbá Kariwá

Mestre Cambota

Amigas Guerreiras

Pinacoteca do Porão

Galpão de Artes de Marabá (GAM)

Grupo de Cultura Regional Iaça

Pontão Nauás

Bruxa tá Solta

Ponto de Cultura da Oca

Museu do Marajó

Ananin

Ponto Amazônico Cultura Viva

entre outros .....

 

 

 

 



Escrito por Consultoria Norte às 09h09
[] [envie esta mensagem
] []



 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]